Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
TRABALHADORES EM SITUAÇÃO PRECÁRIA NAS OLIMPÍADAS
13/08/2016 21:49 em POLÍCIA

 

Um funcionário de uma das empresas de alimentação dos Jogos Olímpicos revelou que trabalhou cerca de 17 horas no dia da abertura e só recebeu um lanche para comer.

 

 Na Vila Olímpica a situação é ainda pior.

Os trabalhadores que atuam em bares e lanchonetes  exerci  jornadas de trabalho sem controle efetivo de duração e recebem alimentação inadequada, como sanduíches e salgadinhos. “Em algumas instalações, os trabalhadores atuam sem assentos para descanso e em quiosques sem cobertura. Na hora do almoço, eles tem que sentar no chão no horário das refeições.”,

 

” De maneira geral, nutricionistas, atendentes, coordenadores, caixas e estoquistas mostraram insatisfação. As reclamações variam do cardápio de fast food a turnos muito longos, maiores do que os acordados no momento da contratação”,

 

Uma das empresas denuciada é a Dica do Chef, responsável pela alimentação dos torcedores no Parque Olímpico. A empresa admitiu ter dado apenas fast food a seus empregados, mas negou que eles estejam sobrecarregados.

 

FONTE:AGÊNCIA BRASIL 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!